Carrinho (0,00) 0
As suas Compras

Não há produtos no carrinho

Porque sou um amador

amador

Porque sou um amador, muitas vezes deixo-me levar pelo meu entusiasmo e paixão a fazer coisas que pensava não conseguir fazer. Daí a sair da minha zona de conforto e a ultrapassar os meus limites é um pequeno passo.

Será que a diferença entre ser amador e profissional é bem entendida?

Um profissional é melhor que um amador?

A palavra amador pode ter uma conotação depreciativa e pode induzir em erro.

Do dicionário, a palavra amador é:

  1. aquele que ama
  2. aquele que exerce alguma atividade sem interesse pecuniário
  3. aquele que se dedica apenas por vontade ou curiosidade, não por profissão

Infelizmente também pode indicar alguém que é inexperiente naquilo que faz. Contudo, não é nesse sentido que me refiro.

Quantas vezes cheguei a um ponto na minha vida em que disse para mim próprio que não conseguia fazer isto, ou que pensava não conseguir fazer aquilo?

E de repente, dei comigo próprio a fazê-las.

As minhas condições de trabalho podem não ser as ideais, mas não é isso que me impede de alcançar a minha visão.

Muitas vezes fiz o que considerava impossível. Simplesmente porque não sabia que não o conseguia fazer.

O mesmo acontece com todas as pessoas que são amadoras naquilo que gostam de fazer.

Transmitem energia e contagiam as pessoas à sua volta com o seu entusiasmo.

São obrigadas a saber mais da área que amam, e permitem-se evoluir com o objectivo de progredirem um pouco mais e fazerem ainda melhor aquilo que já fazem bem.

A minha paixão por saber mais e fazer trabalhos em madeira cresce dia após dia, e sinto falta quando estou algum tempo parado.

 

Artigo relacionado: A Arte de Bem Serrar

 

Claro que com a paixão, mais tarde pode surgir a oportunidade de fazer disso um modo de vida. A qualidade dos trabalhos transparece em cada esforço feito na sua execução, e isso chama a atenção.

Amador é aquela pessoa que chega a casa depois de um dia cansativo de trabalho e ainda fica a trabalhar na sua verdadeira paixão durante a noite.

Amador é aquela pessoa que encontra sempre um pouco de tempo onde a maior parte das pessoas pensa não existir, para fazer aquilo que realmente gosta.

Amador é aquela pessoa persistente e resiliente, que sabe que por detrás de um fracasso, logo a seguir vem um sucesso.

A maior parte dos trabalhos amadores em nada fica a dever ao trabalho dos profissionais da área, no que diz respeito à criatividade ou ao aspecto estético, por exemplo.

A palavra amador pode remeter para alguém que faz algo como passatempo, e não alguém que domina o que faz.

Está muito longe da realidade, e muito longe do que qualquer pessoa pode alcançar com algumas horas de prática contínua.

Quando decides que queres fazer algo, ou ser a pessoa que faz algo, já te tornaste nessa mesma pessoa.

Claro que no início, nem todos têm o talento necessário, se é que essa palavra interessa.

O talento alcança-se com a prática contínua, derivada da paixão por fazer o que se quer fazer.

Ter ou não talento a fazer algo, não significa nada.

Agora, ser uma pessoa talentosa, é diferente. É para esse fim que trabalhamos.

Muitas vezes, nem precisamos de um papel que explique o que somos e o que fazemos.

E que muito menos nos identifique.

Quando o nosso trabalho fala por nós e fazemos o que gostamos, ter um canudo não significa nada.

amador
A aperfeiçoar uma estrela feita de madeira maciça de Mogno e de Bétula

A maior parte das pessoas estuda durante muitos anos, para tirarem cursos universitários.

E depois? Depois esperam encontrar um trabalho onde se sintam realizados.

Muitos encontram-se desapontados na procura pessoal pelo seu desenvolvimento, crescimento e maturidade.

Não se conseguem encontrar.

É esse tipo de pessoas que percebem que não estão a fazer aquilo que realmente gostam.

São esses amadores que lutam pela sua arte e pelos seus sonhos.

Num grupo de amadores, já reparaste que não existe concorrência, tal como pode existir num grupo de profissionais?

Os amadores fazem o que mais gostam, quer sejam pagos ou não.

Não vivem para vender o seu trabalho, e é isso que lhes permite estar numa consciência mais elevada do que muitos profissionais.

Fazem parte de um grupo inclusivo.

Raramente é um grupo competitivo e pretensioso, onde as pessoas fazem de tudo para se poderem destacar.

Os amadores amam a sua arte, nada os faz parar e perseguem os seus sonhos às suas próprias custas.

Os amadores são como esponjas, absorvendo o máximo que podem de várias fontes, filtrando depois o que melhor valorizam dessa informação.

O objectivo principal dos amadores não é receber dinheiro da sua arte, porque de facto eles amam o que fazem. Sobretudo, sentem-se humildes ao aprender sempre um pouco mais. Desta forma, sabem que se estão a tornar numa versão melhor do que são no momento presente.

A verdadeira arte está em continuar a ser amador quando o teu trabalho é exemplar e começa a ser notado, e as pessoas estão dispostas a pagar para lhes fazeres algo.

Para isso, é necessário ser verdadeiramente humilde.

Todos deveriam criar a oportunidade de serem amadores e seguirem a sua paixão.

De certeza que haveriam pessoas mais felizes.

És amador nalguma arte?

O que gostarias realmente de fazer?

 

Deixa  o teu comentário, gostaria de saber a tua opinião.

 

 

Achaste este artigo interessante? Provavelmente estes também vão ser-te úteis:
» Um Novo Projecto
» A minha Busy Board
» Marcador de Livros

 

Nota: Algumas passagens foram adaptadas do blog de Paul Sellers.

RESPOSTA

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ao publicar um comentário neste site, concordas com a politica de privacidade do site acerca de como os teus dados são guardados e geridos.

PortugueseSpanishEnglishFrenchGermanHungarianItalian

Categorias de Produtos

PortugueseSpanishEnglishFrenchGermanHungarianItalian